- Peer Review - ACR RadPeer

Classificação PEER REVIEW – ACR RadPeer:

RadPeer 1 – Concordância na interpretação

RadPeer 2 – Discordância de interpretação, devido a equívoco compreensível

  • RadPeer 2A – Provavelmente sem relevância clínica
  • RadPeer 2B – Provavelmente com relevância clínica

RadPeer 3 – Discordância de interpretação, devido a equívoco que, em geral, não seria esperado

  • RadPeer 3A – Provavelmente sem relevância clínica
  • RadPeer 3B – Provavelmente com relevância clínica
CLASSIFICAÇÃO PEER REVIEW – ACR RadPeer
1 – Concordância na interpretação
2 – Discordância de interpretação, devido a equívoco compreensível2A – Provavelmente sem relevância clínica
2B – Provavelmente com relevância clínica
3 – Discordância de interpretação, devido a equívoco que, em geral, não seria esperado3A – Provavelmente sem relevância clínica
3B – Provavelmente com relevância clínica
Adaptado de J Am Coll Radiol 2017;14:1080-1086.

Exemplos de classificação:

A maioria dos exemplos foi extraída do guia de uso do ACR RADPEER, com algumas adaptações.

 

RadPeer 1 – Concordância na interpretação

  • Equívocos ortográficos de concordância e digitação que não mudam o sentido da frase
  • Diferença de “estilo” de laudo, ou seja, forma diferente de descrever algo, sem prejudicar a compreensão do relatório

RadPeer 2A – Discordância de interpretação, devido a equívoco compreensível e provavelmente sem relevância clínica

  • “Comida de bola” difícil, sem repercussão clínica
  • Esquecer de colocar a administração de contraste
  • Equívocos anatômicos por desatenção (p.e.: trocar lábio glenoidal por lábio acetabular)
  • Equívocos ortográficos que mudam o sentido da frase, contudo sem prejudicar a condução clínica do paciente
  • Rotura parcial discreta de ligamento colateral do joelho
  • Osteopoiquilose, que não tem relevância clínica
  • Linfonodo mesentérico de 7 mm na TC de abdome
  • Pneumotórax apical pequeno (5 mm) em uma radiografia muito penetrada
  • Fratura antiga já consolidada em osso longo, visível em somente uma incidência de raio-X
  • Linfonodo axilar benigno em uma mamografia
  • Ectasia da aorta abdominal (<3 cm)

RadPeer 2B – Discordância de interpretação, devido a equívoco compreensível e provavelmente com relevância clínica

  • “Comida de bola” difícil e que causa dano ao paciente se não relatado
  • Equívocos ortográficos que mudam o sentido da frase, com potencial prejuízo à condução clínica do paciente
  • Câncer de pulmão incipiente ou sútil visto na TC retrospectivamente (seria difícil diagnosticar prospectivamente)
  • Realce meníngeo sutil à TC ou à RM
  • Hematoma subdural pequeno próximo ao tentório cerebelar
  • Separação escafo-semilunar sutil
  • Pequeno corpo estranho levemente radiopaco em partes moles de uma radiografia de mão
  • Pequena (1,5 cm) massa na cauda pancreática
  • Calcificações vasculares incipientes em mamografia de rastreamento reconvocada para complementação de estudo (“overcall”, ou seja, reconvocação desnecessária)

RadPeer 3A – Discordância de interpretação, devido a equívoco que, em geral, não seria esperado, e provavelmente sem relevância clínica.

  • “Comida de bola” fácil e que provavelmente não causa dano ao paciente se não relatado
  • Cisto ósseo de 2 cm em uma RM do joelho
  • Pneumoperitôneo em radiografia abdominal em pós-operatório imediato de cirurgia abdominal
  • Hemangioma em corpo vertebral à RM da coluna
  • Massa tireoidiana de 3 cm à TC de tórax
  • Cálculo renal de 0,5 cm que não determina dilatação de sistema coletor à TC de abdome

RadPeer 3B – Discordância na interpretação, devido a equívoco que, em geral, não seria esperado, e provavelmente com relevância clínica.

  • “Comida de bola” fácil, com potencial prejuízo à condução clínica do paciente
  • Equívocos de lateralidade ou trocar medial / lateral
  • Contagem errado das vértebras
  • Hematoma subdural pequeno em TC do crânio
  • Dobra de pele interpretada como pneumotórax em recém-nascido
  • Massa mamária assimétrica de 2 cm à TC de tórax
  • Linfonodomegalia pélvica ou para-aórtica de 2 cm
  • Densificação da gordura pericólica ou periapendicular (falha em diagnosticar apendicite ou diverticulite) à TC ou RM de abdome
  • Massa adrenal de 1,5 cm em paciente com tumor de pulmão
  • Microcalcificações pleomórficas agrupadas à mamografia
  • Derrame pericárdico em TC de tórax
  • Acometimento de curto segmento de intestino delgado por Crohn em exame de controle da doença
  • Lesão / rotura do menisco lateral à RM do joelho

Subclassificação de equívocos:

  • Equívoco de percepção: falha na identificação ou descrição de uma anormalidade
  • Equívoco de interpretação: alteração foi detectada e descrita, porém interpretada equivocadamente
  • Equívoco de comunicação: laudo confuso ou que não comunica adequadamente as recomendações do radiologista; ou falta de comunicação de um achado crítico

Referências:

  1. GOLDBERG-STEIN, S. et al. ACR RADPEER Committee White Paper with 2016 Updates: Revised Scoring System, New Classifications, Self-Review, and Subspecialized Reports. J Am Coll Radiol, 2017; 14: 1080–1086.[Pubmed]
  2. STRICKLAND, N. H. Quality assurance in radiology: Peer review and peer feedback. Clinical Radiology, 2015.[Pubmed]
  3. Guia do American College of Radiology (ACR) para realização do RadPeer [link]
  4. WU, M. Z. et al. CT in Adults: Systematic Review and Meta-Analysis of Interpretation Discrepancy Rates. Radiology, 2014; 270: 717–735.[Pubmed]
  5. A busca da melhor forma de avaliar a perfomance dos médicos radiologistas [link]