- Lipomatose neural

Pontos Importantes

Massa fusiforme fibroadiposa infiltrando o trajeto nervoso, caracterizada por fascículos cilíndricos aumentados circundados por gordura.

Introdução

  • Neoplasia benigna de nervos periféricos que resulta de crescimento anômalo do tecido fibroadiposo das bainhas tendíneas
  • Também conhecida como “fibrolipoma neural” ou “hamartoma fibromatoso neural
  • 80-95% nos membros superiores.  Nervo mediano (quase 80%) > ulnar > radial > plexo braquial > fibular > pares cranianos

IMAGEM

RX / TC

  • Lesão fusiforme com densidade de partes moles no trajeto nervoso
  • TC: identificação de atenuação de gordura no trajeto nervoso
  • Associação com macrodactilia na extremidade acometida em até 66% dos casos

USG

  • Lesão infiltrativa no trajeto neural formada por cilindros hipoecóicos circundados por substrato ecogênico (gordura)

RM

  • Aparência em “cabo coaxial” nas imagens axiais e em “espaguete” nas coronais
  • Fascículos cilíndricos aumentados ao longo do curso do nervo, com sinal baixo / intermediário central (T1/T2) circundado por sinal de gordura
  • +/- realce dos feixes nervosos aumentados

CONCEITOS GERAIS

Epidemiologia

  • Maior parte ocorre na infância ou já ao nascimento, contudo pode ser observado em adultos jovens
  • Nervo mediano (quase 80%) > ulnar > radial > plexo braquial > fibular > pares cranianos

Clinica

Dor, tumoração local, hipoestesia ou parestesia, neuropatia compressiva (tardio).

Patologia

  • Infiltração do perineuro e epineuro por tecido fibroadiposo
  • Fascículos nervosos normais ou hipotrofiados (em fases tardias)
  • Aparência em “bulbo de cebola” do nervo devido ao espessamento do perineuro e ao tecido fibroso perivascular

Tratamento

  • Conservador, devido ao risco de lesão neural
  • Se sintomas compressivos, pode ser feita cirurgia descompressiva (por exemplo, do túnel do carpo)

Prognóstico

  • Crescimento lento e progressivo

DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL

  • Lipoma de bainha neural
    • Massa adiposa na bainha deslocando o nervo, que fica em posição excêntrica
    • Não envolve feixes nervosos individualmente
  • Lipossarcoma
    • Não tem aparência em feixes / cilindros longitudinais
    • Faixa etária diferente (50-70 anos)

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

  1. Silverman TA, Enzinger FM. Fibrolipomatous hamartoma of nerve. A clinicopathologic analysis of 26 cases. Am. J. Surg. Pathol. 1985;9 (1): 7-14. [Pubmed]
  2. Jain TP, Srivastava DN, Mittal R et-al. Fibrolipomatous hamartoma of median nerve. Australas Radiol. 2007;51 Spec No. : B98-B100. [Pubmed]
  3. Toms AP, Anastakis D, Bleakney RR et-al. Lipofibromatous hamartoma of the upper extremity: a review of the radiologic findings for 15 patients. AJR Am J Roentgenol. 2006;186 (3): 805-11. [Pubmed]
  4. Murphey MD, Carroll JF, Flemming DJ et-al. From the archives of the AFIP: benign musculoskeletal lipomatous lesions. Radiographics. 24 (5): 1433-66.[Pubmed]
  5. Weiss SW et al: Benign lipomatous tumors. In Weiss SW et al: Enzinger and Weiss’ Soft Tissue Tumors. 5th ed. Philadelphia: Elsevier. 460-1, 2008.
  6. Kransdorf MJ et al: Lipomatous tumors. In Kransdorf MJ et al: Imaging of Soft Tissue Tumors. 2nd ed. Philadelphia: Lippincott Williams & Wilkins. 103-5, 2006
  7. Chiang CL, Tsai MY, Chen CK. MRI diagnosis of fibrolipomatous hamartoma of the median nerve and associated macrodystrophia lipomatosa. J Chin Med Assoc. 2010;73 (9): 499-502.[Pubmed]
  8. Ha JF, Teh BM, Abeysuriya DT et-al. Fibrolipomatous hamartoma of the median nerve in the elbow: a case report. Ochsner J. 2012;12 (2): 152-4.[Pubmed]